A pobre pega e a lição do pê.

A pega pega pelas penas da perdiz morta à beira do beiral do prédio. A pega com que pego na perdiz morta à beira do beiral do prédio não pega nas penas, a perdiz está pelada.

Pela pele pelava-se a pega que não pegou na pele da perdiz morta porque a pele da perdiz pelos vistos está pelada.

Pobre pega. Pobre pega que não pegou na perdiz pelada. Pobre perdiz morta à beira do beiral do prédio que a pega não não pega. Abençoado o pê do nosso português.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s