A Sorte de Sofia em Riad no Reino Saudita

O reino wahabita de que tanto gosta Donald Trump não é muito dado a grandes surpresas, mas, há sempre um mas… Desta vez não teve a ver com o número de decapitados, nem com a prisão de raparigas vestidas com saias e cabelos à solta, nem com a grave disputa com o Qatar e o Irão, nem com a guerra com o martirizado Iémen.

No dia 25 de outubro, por ocasião do Fórum Investimento e Iniciativa, que teve lugar em Riad, foi concedida a cidadania saudita a Sofia, que na cerimónia não trajava a abaya, tinha o cabelo à mostra e apresentou-se sozinha no ato em que lhe foi conferida a cidadania. Sofia, com parecenças a Audrey Hepburn, respondeu a várias perguntas colocadas pelos jornalistas, manifestou conhecer Elon Musk (empresário multibilionário canadiano, sul-africano e norte-americano) e portou-se à altura do grande momento de reviravolta naquele imenso país cheio de petróleo.

Na verdade, Sofia, apesar de sua juventude, não estava acompanhada por nenhum homem, seu tutor. As respostas foram de sua autoria, não olhou para nenhum homem antes de responder. Estava só. E apesar de Sofia ter declarado “estou muito honrada e orgulhosa desta distinção única” e de o poder fazer, sem que sobre ela se abatesse a espada misógina do reino wahabita dirigida pela Casa Real Saud, suscitou comoção no coração das mulheres sauditas.


(Continuar a ler no Público Online)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s