CRATO CRIA CRATERA NO MÉRITO

Crato, o ministro da Educação de Passos, não paga há três anos a bolsa de mérito aos estudantes que fizeram todas as cadeiras do ano letivo respetivo com notas acima dos 16 valores.
Convenhamos que o estímulo ao mérito é fundamental em quaisquer circunstâncias, mas muito mais num pais deprimido, insatisfeito e carente de auto estima e de um projeto nacional.
Só com gente de elevado mérito a sair dos estabelecimentos de ensino se poderão criar bases para reerguer o país devastado pela crise.
Qualquer um pensará que estes estudantes estudiosos, inteligentes e capazes devem ser protegidos e o Estado deve pagar o que lhes prometeu, pois tem essa obrigação ética, política, própria de quem age em função do bem público; neste caso estimulando os melhores para que mais tarde se possam retirar os frutos.
É de admitir que haja alguém que não esteja de acordo com o cumprimento desta obrigação? Há. O ministro da Educação, aquele que devia zelar pelo cumprimento escrupuloso deste dever viola essa obrigação não pagando a esses alunos com mérito há mais de três anos, sendo o calote de seis milhões de euros.
Este senhor ministro pertence ao governo que faz tudo, levando os portugueses à penúria, para pagar aos credores internacionais, mas aos credores de cá, os que estudam e se distinguem a estudar, a cratera de Crato já vai em seis milhões. Diz que paga quando puder. E se disser que não pode…
domingos lopes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s