Ainda Haverá Gente Honrada?

As notícias e os casos que envolvem corrupção são tão latitudinários que ocorre fazer esta pergunta simples: há ou não há polític@s honrad@s que não pactuem com a corrupção, cancro com metástases espalhadas em toda a comunidade?

Os casos conhecidos tocam sobretudo dirigentes dos partidos do chamado arco da governação e aparecem nos media ao sabor não se sabe bem de que cozinheiros…e de que cozinhados…

Universidades, equipamentos das Forças Armadas, bancos, ações, créditos, privatizações, fundos europeus, subsídios, vendas de empresas públicas, fugas ao fisco de alguns fundamentalistas defensores da austeridade, offshores, facilitadores de grandes negócios, negócios envolvendo escritórios de advogados, construção imobiliária nas mais diversas autarquias são, entre muitos, exemplos da magnitude que envolve a corrupção na vida nacional.

Abrange figuras do vértice do Estado e de áreas da governação central e local. E para além do que é conhecido e vem a público o mais grave é o que se respira na sociedade. Sente-se que ela está omnipresente desde o emprego para o militante do partido no poder até às luvas se tal negócio se se fizer de certo modo ou aos “agradecimentos” por as coisas terem corrido como foi combinado e graças à influência de Vossa Excelência

(Continuar a ler no Público Online)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s