O sangue azul real e o sangue verde do Sporting

 

 

Os acontecimentos do mundo do futebol, que tiveram início com a derrota do Sporting no Funchal e se prolongaram com o assalto e agressões aos jogadores do SCP na Academia de Alcochete e com a derrota no Jamor frente ao Aves, têm sido explorados até à náusea pelos media.

Só o casamento de um homem que tem como profissão ser nobre com uma plebeia atriz estadunidense rivalizou com semelhantes acontecimentos.

Parece não haver ninguém que não tenha uma opinião convicta sobre o que se passou no assalto à Academia, o qual passou a ser um caso nacional de vergonha, segundo a vox populi.

Ou seja cinquenta bandidolas, armados de sportinguismo, cintos e tochas, assaltam e agridem cidadãos jogadores e treinadores de futebol e durante uma semana o país para para saber o que vai fazer Bruno de Carvalho.

Parar não parou porque a semana terminou com um casamento real. Sim ainda há casamentos reais no Reino Unido, onde uma família real suga do erário público dezenas de milhões de libras para não fazer nada, a não ser vender ao público as suas desavenças, invejas, traições e casamentos. Esperemos para ver o que isto vai dar.

O mundo maioritariamente republicano não pode perder um casamento real, porque na maioria dos casos nem sabe o que isso é, e daí aguardar para saber se o pai da noiva iria estar ou não, dado o que se sabe.

Mas para que não ficássemos estes dias todos feitos basbaques a olhar para aqueles vestidos, fraques, fardas, tapetes, candelabros, coches, carros, castelos, palácios e outros que tais, os portugueses que há mais de cem anos aboliram a monarquia, viraram-se para o rei de Alvalade, o duque de Alcochete, D. Bruno, o homem capaz de armar trezentas guerras ao mesmo tempo.

Sem dúvida, nestes dias, até o governo descansou, menos os professores que tiveram que fazer em Lisboa a coisa mais simples do mundo: reafirmar que o tempo de trabalho conta para a reforma.

O Presidente da República, cheiinho de afetos, aguardou até à última para se certificar que não ficaria ao lado do sportinguista mais famoso de momento. É que sangue azul não é a mesma coisa que sangue verde.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s