ARÁBIA SAUDITA-UM ENORME SERRALHO EM “ELEIÇÕES”

 

Vai haver “eleições” municipais na Arábia Saudita nas quais os sauditas homens só poderão dirigir-se aos homens e às mulheres separadamente, nunca em conjunto.

As mulheres candidatas nunca se poderão dirigir diretamente aos homens, só às mulheres desde que na companhia de um homem. Todas as mulheres que quiserem ouvir as candidatas terão de ter um guardião masculino..

De quatro milhões e meio de mulheres estão inscritas para votar cento e trinta e duas mil para exercerem esse direito.

Como as mulheres sauditas não podem conduzir, nem sair de casa sem alguém masculino que as guarde, falar de uma campanha eleitoral em que as mulheres pela primeira vão poder ser candidatas não passa de um eufemismo…Há quem pense que se trata de uma operação de cosmética para agradar aos seus apoiantes ocidentais e dar um arzinho de liberalidade.

Na verdade se uma mulher não se pode dirigir a um homem, mesmo ao marido, sem o seu consentimento, como pode expor o seu programa?

Se uma mulher não pode sair à rua sem um homem a guardá-la como pode convencer alguém de que é uma cidadã igual a qualquer cidadão se a ditadura impede essa igualdade e a apresenta diante da sociedade como um ser incapaz de se auto governar, como uma deficiente que nem sequer é capaz de saber sair à rua e caminhar para onde lhe der a sua vontade de se recrear ou até de tratar de assuntos profissionais ou familiares?

Quando Barak Obama e F. Hollande e Cameron e Merkel cumprimentam o rei déspota da Arábia Saudita sabem que estão a cumprimentar um empedernido obscurantista que tem a mesma filosofia misógina que os dirigentes do DAESH.

Que sentido tem uma coligação com um Estado em que as mulheres por comparação com o Império romano não são bem escravas, mas também não são seres livres, pois nem caminhar podem sem o salvo conduto do seu amo?

As mulheres na Arábia Saudita estão todas, mas todas num enorme serralho da propriedade dos homens maridos ou não. Esta é verdade.

O que a Arábia Saudita tem para além de um enorme harém guardado por eunucos armados até aos dentes é petróleo e dólares e uma gigantesca indústria de compradores de armas e bens e serviços ao Ocidente que estrangulam a aspiração mínima de liberdade do povo saudita.

Se mais de metade da população da Arábia Saudita vive num sistema de quase escravatura como pode este reino gozar o estatuto de aliado das potências ocidentais?

domingos lopes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s