COMPRE FRESQUINHA UMA IMAGEM FELIZ

O PS e o PSD e o CDS estão em guerra: “Os cartazes pelo trono”. O arco amassou e o PS quer sozinho o que querem os outros dois.

O PS não foi a um banco comprar fotografias de gente feliz. Foi a uma Presidente de uma Junta de freguesia e arranjou  uma desempregada que afinal não estava.

E foi um descenso para o Dr Ascenso Simões. Teve de abandonar a propaganda e dedicar-se ao que se dedicava.

O diretor da campanha da coligação, o Dr Matos Rosa deu notícia que iam ao banco internacional, do género do HSBC, mas em fotos de gente alegre e feliz e compram as melhores caras para encaixar em Portugal: até pode ser a de uma jovem húngara ao lado de uma garrafa azeite. O que conta é a alegria de estar com a coligação do ponto de vista que o banco a vendeu e ela nem sequer saberá o que se passa em Portugal ou nem sequer pôs os pés cá, mas o Dr Matos Rosa assegurou que uma foto dessas é comprada pela coligação com todos os códigos que regem este marcado das imagens.

Uma boa imagem é sempre um bom começo. E há que cuidar bem da imagem.

O PS em matéria de imagem é o que se está a ver.

A coligação foi sempre assim: os portugueses estão mal e o país está bem dizia o Ministro Marques Guedes. Mais: disse-o sério sem se rir. Provavelmente porque lhe mostraram uma imagem de um velhinho todo contente comprada no banco de imagens da Noruega e que já correu o mundo para ser vendida em campanhas eleitorais.

É de crer que, quem tenha de escolher no recato dos gabinetes mobilados a preceito, se deixe enganar sem querer e pense que aquelas imagens correspondem ao mundo que estão a vender.

O mercado está sempre à frente, dirá o Sr Dr Pires de Lima com aquela voz de timbre de saber do que fala.

Este é um exemplo do que distingue os partidos da coligação do partido que quer agarrar o poder todo, sem repartir com ninguém, nem com a Maria de Belém.

Não são só os partidos a venderem imagens. Os órgãos de comunicação social agarram o “tema” e esclarecem tudo tim por tim.

Que ninguém fique sem saber a estória das caras tristes e das caras alegres porque um vende caras tristes aos portugueses e os outros vendem caras felizes do tipo da Maria Luís quando abre o cofre e não sabe o que há-de fazer ao dinheiro

Viva a República. Viva Portugal. Vivam as imagens. Que grande campanha eleitoral.

domingos lopes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s