O Zé Raposo Não Soube Que Morreu

O Zé Raposo era surdo desde os vinte anos. Na tropa uma bazuca deixara-o surdo. Totalmente surdo.

A médica, anos mais tarde, explicou ao patrão da pedreira que o Raposo era tão surdo que se ele entrasse numa discoteca com a música de animação no máximo, o ouvido dele não ouviria nada. Como se estivesse no céu. Silêncio absoluto. Ao que dizem do céu.

Era um rapaz divertido. Hasteava no quotidiano um sorriso a condizer com o verde dos olhos.

Diziam os que caçavam com ele que tinha uma vista que substituía o ouvido. Diziam os caçadores.

Tinha uma queda muito grande para as pedreiras. Gostava do ambiente da pedreira. Onde os outros tinham receio ele dava nas vistas. Fosse a colocar fogo, fosse a descer aos fundos da pedreira com a água sem se saber até que nível, fosse no que fosse nos modos mais difíceis de lidar dentro daquelas entranhas arrancadas à desventrada terra. Interessava-lhe o interior da terra e a arte de lá tirar o precioso mármore.

Vivia para a pedreira. Por lá andava como o rei das pedras, embora no bolso tivesse seiscentos e cinquenta euros a cada fim do mês.

O patrão gostava dele. Se o mandasse embora onde haveria de ganhar a vida? Tinha três filhas e seis netos. Nenhuma estava empregada, nem o genro; as outras eram mães solteiras. Viviam em casa do Raposo.

Ontem o Raposo estava a almoçar sentado, devido ao calor, à sombra de um velho e altíssimo plátano. Deviam ser doze e quaisquer minutos mais, pois começara a atirar-se ao que a mulher lhe pusera na lancheira.

Sem se saber porquê uma poderosa máquina de escavar destravou-se e rolou incontrolável. Um companheiro correu em sua direção berrando para se desviar.

O médico legista teve dificuldade em fazer a autópsia. Mas não em determinar a causa da morte.

Na aldeia os que trabalham nas pedreiras, hoje muito poucos, juntam-se e amaldiçoam as pedreiras, o fundão na terra que ao Raposo fez perder a cabeça. E ao cabo destes anos a vida.

Anúncios

Um pensamento sobre “O Zé Raposo Não Soube Que Morreu

Deixe uma Resposta para Graça Maria Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s