O despautério de Rita Matias

A deputada do Chega Rita Matias afirmou numa entrevista ao DN que há direitos dos homens que ela não quer ter.

Na Constituição da República, a carta dos direitos dos direitos do(a)s cidadã(o)s portuguese(a)s, todos os direitos são atribuídos a homens e mulheres de igual modo; não há direitos dos homens e direitos das mulheres.

Pode ser que em casa da Sra. deputada ou no seu partido os homens e as mulheres tenham direitos diferentes, tendo os homens direitos que as mulheres não têm.

Atendendo à idade, apesar de deputada eleita, pode ser que ainda não tenha tido tempo para ler os direitos de todos e de todas consagrados na CRP. Pode ser que nem vá ler; o entusiasmo pelo VOX pode bastar-lhe e é do seu direito sentir um tão grande enlevo pelo VOX.

Só que em Portugal já não há chefes de família. O VOX ainda não é um país, é um partido saudoso do franquismo, como o Chega do salazarismo. Na Espanha franquista e no Portugal salazarista as mulheres eram seres menores face aos homens, mas que diabo, Rita Matias não conheceu esses tempos, e daí o seu despautério.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s