CAMPEÕES DA EUROPA

Quase sem nos apercebermos surge o F.C. Porto de novo campeão europeu em sub-19. É obra. Depois dos seniores chegou a vez dos jovens. Os filhos do dragão. Para lá chegar derrotou os colossos europeus. E tornou a grande cidade ainda maior. Poucas cidades europeias se orgulharão de ter sido campeãs em seniores e em sub-19.
O F.C.P chegou onde chegou enquanto os media davam conta da formação de outros clubes, colocando-os no Everest da arte de fazer fábricas de craques. Nunca se falou tanto por essas bandas de projeto europeu. De acordo com as notícias aguardava-se a conquista do cetro europeu para as margens do rio Tejo, coitado dele que não tem culpa de tanta farronca. Já Pessoa tinha aquela ideia sobre o rio da sua aldeia.
E calmamente acontece o que aconteceu em Nyon- Porto 3- Chelsea-1…São muitos títulos para um clube e para o homem que o dirige.
O grande filósofo José Gil escreveu um livro sobre um sentimento muito negativo dos portugueses que é a inveja. Ela não se arruma segundo qualquer acaso dos pontos cardeais, disso estou seguro. Mas a concentração de poderes, influências na capital de um pequeno país que de repente se vê pendurado na grande área urbana de Lisboa, leva a que se possa pensar que o resto seja paisagem. Mesmo que inconscientemente. É em LISBOA que quase tudo se decide. Não é de agora. Mesmo depois do 25 de abril continua a ser assim. Lisboa não tem nenhum mal que as outras cidades de Portugal não tenham, mas tem todo o poder e já tem também uma espécie de ponte aérea com Bruxelas.
Ter paixão por um clube como o Porto é não só querer que ganhe sempre, como também desafiar o establishment e acreditar que é possível não obstante tanta cegueira espalhada por todo o país.
Ao que se sabe os animais cuja cegueira é uma característica não são culpados do seu destino na arte de sobreviver; escavar é a sua única possibilidade até ao dia em que o seu focinho e as suas patas não sejam capazes de fazer os longos tuneis que as levam ao sucesso. Toda a especialização excessiva leva à morte da espécie. O homem descobriu a ferramenta para interpor entre a espécie e a natureza. Vale a pena recordar a cena em que o macaco no filme Odisseia no espaço de Stanley Kubrik descobre que osso de um animal serve para matar outro macaco através de um golpe.
A descoberta da bola, que de pé para pé pode levar à prodigiosa arte que também é o futebol, deve ser vista à flor da relva, com todo o seu esplendor, como os campeões europeus em Nyon.
A fábrica de campeões de sub-19 está no PORTO.

Um pensamento sobre “CAMPEÕES DA EUROPA

  1. Luís Miranda

    Que diferença entre o macaco do Stanley Kubrik a descobrir o osso e o macaco dos super dragões a despir-se e a arremessar a roupa com o emblema do FCP… Qual será o mais inteligente ou o mais perigoso?
    De qq maneira muitos e sinceros parabéns pela vitória dos sub 19 !!!
    Juro que torci por eles e só espero vê-los a jogar na equipa principal tal como velo os do Seixal…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s