FOLHAS ENDEMONINHADAS

Caem as folhas. Voam endemoninhadas no vento. Ao crepúsculo. As árvores desnudam-se sem estremecimento. Quedam-se estáticas, desamparadas.

Os pássaros buscam as árvores que se não despem e aguardam a noite. Ao longe Vénus começa a brilhar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s