Os fusíveis de Marcelo ficaram sem o fio de ligação à terra

Marcelo Rebelo de Sousa entrou numa fase da sua vida política cuja característica essencial, utilizando a sua linguagem de eletricista, na sua louca viagem com uma jornalista até Aracataca, perdão Macondo, perdão Viseu, é deixar o diferencial da caixa de segurança sem fio de ligação à terra.

É de crer que nem o Gabriel Garcia Marquez do alto dos Andes colombianos inventaria semelhante viagem, o máximo que conseguiu foi imaginar a viagem de Candida Erêndira e de sua avó desalmada para ver o mar.

Pois Marcelo fê-lo; e agora trocou os poderes dos orgãos de soberania e declarou solenemente o seguinte “…Prefiro uma gestão do SNS mais autónoma e independente do Ministério da Saúde…” depois de ver Marta Temido pelas costas com o seu ligeiríssimo encosto.

Sua Excelência não é de modas, é de atropelos e zás, a cada dia que passa proclama o que o governo deve fazer em nome da tal autonomia que é a sua raiz de ser.

Sua Excelência encontrou-se por mero acaso com o Excelentíssimo líder do PSD em Viana do Castelo porque numa agonia de solidão meteu-se a caminho e ao dobrar da esquina a caminho de Santa Luzia saiu-lhe a a caminho Dom Luís Montenegro.

Sua Excelência foi a Angola ao funeral de J.E.dos Santos dada a sua importância do falecido”…conviveu com todos os presidentes de Portugal…”. Nem o que ia a Santarém. Vejam bem a importância. Mas não se ficou por aqui, saudou o povo irmão angolano e falou do Estado irmão. Partidos irmãos nos objetivos, pode ser. Povos irmanados na mesma luta, pode ser. Estados irmãos, ó Sr. Professor…talvez os islâmicos e mesmo assim…

Sua Excelência que votou contra o SNS na AR, sai agora a terreiro dando as suas instruções a quem o quer ouvir. E lá vai a procissão do PS, a começar pelo destrambelhado coordenador da Comissão de Saúde, a curvar-se diante do homem que tinha o sonho de ser Primeiro-Ministro, que nunca será e agora o de ver Montenegro no cargo.

Este homem que se diz fusível de segurança tirou, ao longo, da sua vida a habilidade de tudo curto circuitar. Aproximam-se incêndios.

Advertisement

Um pensamento sobre “Os fusíveis de Marcelo ficaram sem o fio de ligação à terra

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s